to top

É preciso intimidade para nos sentirmos à vontade com os filhos

Quando li essa frase: é preciso intimidade para nos sentirmos a vontade com nossos filhos pensei: verdade. Vi esse texto no blog do pediatra Daniel Becker, e ele não pode ser mais perfeito. Sabe, por muito tempo me sentia angustiada em ficar apenas eu e João em casa. Sozinhos. Me sentia insegura, incapaz. E se acontecesse algo com ele e eu não pudesse o ajudar. Mas o tempo é sábio. E a intimidade também.

 

 

“O oposto da sensação de intimidade é a de insegurança, o medo que sentimos quando não conhecemos bem aquela figurinha que nos chama de pai ou mãe – e vice versa.”

 

 

“Você é muito mais incrível que imagina”

Por Luana Scholles

Faz um tempo já que, eu Verônica, estou em um processo de autoconhecimento. Na verdade é um pouco mais que isso. É de resiginificação de mim. Re-significar a Verônica profissional, mãe, mulher, amiga. Entender o por que determinadas ações me deixam muito irritada, ou feliz. Entender quando eu, sem querer, perco a paciência com o João. Entender quando acontece o auto-boicote. Assumir responsabilidade pelo meu timão. Meu barco. Parece que é uma coisa tão óbvia, né? Mas não é. E foi numa dessas jornadas que conheci a Luana. A Lu é coaching, mas não é qualquer coaching, ela é daquelas que no salão de beleza te inspira e tu passa hooooras conversando. Foi aí que a convidei para escrever aqui no blog uma vez por mês. E ela topou.

#MOVIMENTODOURADO: DIAGNÓSTICO PRECOCE É FUNDAMENTAL PARA O TRATAMENTO E CURA DO CÂNCER INFANTO-JUVENIL

A campanha #MovimentoDourado, que acontece no mês de setembro, tem como objetivo engajar pessoas para disseminar informações que fazem toda a diferença para o diagnóstico precoce da doença”

O mês de setembro é marcado pela campanha nacional de conscientização do câncer infanto-juvenil, o Setembro Dourado, reconhecido dessa maneira como forma de lembrar que as crianças valem ouro. Em parceria com uma das mais representativas instituições brasileiras sem fins lucrativos de apoio ao tratamento do câncer infanto-juvenil, o Grupo de Apoio ao Adolescente e a Criança com Câncer (GRAACC).

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que 12.500 crianças e adolescentes desenvolverão câncer no Brasil ao longo de 2018. A instituição aponta a prevenção como principal arma de combate à doença.

Marca lança roupa de cama infantil com repelente

Aumento de doenças transmitidas por insetos inspirou a Durma Encantado a investir em linha especial de lençóis
Aumento de doenças transmitidas por insetos inspirou a Durma Encantado a investir em linha especial de lençóis

Embora pequenos e frágeis, os mosquitos são transmissores de doenças fatais, como a Febre Amarela, que colocou o Brasil e o mundo em estado de alerta em 2017. Além dessa, a Dengue, o vírus Zika e a Febre de chikungunya já registraram cerca de 260 mil casos notificados no país até 28 de julho, de acordo com o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. A preocupação com o crescimento dessas enfermidades motivou a grife especializada em roupa de cama infantil, Durma Encantado (www.durmaencantado.com.br), a desenvolver uma coleção de jogos de lençóis que contém repelente em sua composição e ajudam a proteger as crianças durante o sono.

Hora de vacinar: diga não a poliomelite e sarampo

Duas doenças que já estavam quase sem registro no Brasil estão voltando: a poliomelite e o sarampo. A Poliomelite é uma doença infeciosa grave, e pode causar paralisia permanente em alguns músculos e, geralmente, afeta as crianças, mas também pode aparecer em idosos, uma vez que o sistema imunológico está enfraquecido. Já o sarampo é uma doença viral, infecciosa e extremamente transmissível.

12 livros infantis para ler com os avós

Comer delícias, ouvir contos, pedir conselhos, distribuir muito carinho… Quem não adora os deliciosos momentos junto dos avós, ouvindo histórias, revendo fotografias antigas ou saboreando os bolos e quitutes da vovó? A relação entre os avós e os pequenos é recheada de carinho, cuidado, amor e dedicação. Pensando, a equipe de curadoria do Leiturinha reuniu 12 livros infantis sobre vovôs, vovós e netinhos! Esta será uma ótima oportunidade para seu pequeno passar o dia juntinho dos avós ouvindo histórias! Confira:

Sobre a introdução alimentar

Olá pessoal, tudo bem?

A introdução alimentar é um dos momentos mais esperados e também de maior dúvida para as mamães, não é mesmo? E para mim não foi nada diferente. Eu não via a hora de poder experimentar junto com o João Henrique as descobertas deste momento. Começamos a introdução alimentar quando ele completou cinco meses, com as frutas. Lembro ainda hoje quando fui no mercado comprar as frutas para ele comer: pera e maçã Argentina, mamão papaia e banana prata. E mesmo eu trabalhando com agronegócio me confundi na hora e comprei uma outra maçã, a Fuji. Lá fui eu comprar a maçã Argentina, pois a Fuji não raspava.

A felicidade da mãe que o bebê comeu a primeira pêra na vida! <3

“Infância não é fase de construir currículo” , afirma o pediatra Daniel Becker

A infância é um dos momentos mais especiais, e únicos, que os nossos filhos tem. Precisamos realmente torna-los mini-executivos com 5 anos de idade? Muito do que penso está nesta entrevista de um dos pediatras que eu mais respeito neste Brasil. Daniel Becker, ele tem uma página no facebook o Pediatria Integral. Maravilhosa!

Daniel Becker, pediatra e pesquisador do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro, concedeu uma singular entrevista à Revista Exame, precisamente à repórter Camila Almeida, falando sobre as agendas a cada dia mais preenchidas das crianças de hoje, reflexo da preocupação de seus pais com a competitividade dos nossos dias ou mesmo reflexo da própria competitividade dos pais.

O entrevistado é um dos criadores programa Saúde da Família e alerta: uma das possíveis consequências desse comportamento dos pais é gerar filhos competitivos e individualistas.