to top

Sobre essa tal maternidade real

Ando bem sumida aqui, eu sei. E olhando os posts do blog, faz mais de um mês que não escrevo aqui, na verdade faz quase 2 meses. Nem que seja apenas para dar um oizinho. Prometo que isso não vai mais acontecer. Muita coisa aconteceu. Muita, muita, muita… e vou dividir com vocês. Mas primeiro um Feliz Ano Novo para todos, 2016 foi um ano de muitos aprendizados. Foi um ano em que comecei o blog, e que descobri uma nova habilidade em mim que não conhecia, estar na frente das câmeras e escrever aqui para vocês a minha maternidade real. E me expor também.

Quando eu me propus em escrever lá no início do blog era para falar sobre a minha maternagem. Sobre a minha maternidade real. E assim vem sendo, e assim será. Se me exponho fazendo isso? Sim. Muito! Pois só de você engravidar você já está com um telhado de vidro sob a cabeça gigantesco e olhos, mas principalmente com línguas e muitos palpites. E o post de hoje pode ser um pouco polêmico, ou ainda desabafo ou com uma visão de “oh, mas parece que tudo é tão perfeito” mas desculpa, e não é, e nunca será.