to top

O eterno aprendizado da maternidade

Sabe que a maternidade é um eterno aprendizado, apenas com tempo e muita reflexão a gente vai percebendo certas coisas, que antes eram óbvias, mas que só neste momento elas se tornam plenas e beeemmmm reais. Uma delas é que durante o maternar, seja na gestação, pós-parto ou criação – e aí inclui a vida toda – todas as mulheres acabam sendo iguais, não importando a classe social, instrução escolar, crenças e/ou qualquer outra classificação.

E quando eu falo em igual é que todas elas vão ver o seu corpo durante a gestação mudar, o peito de todas vai aumentar, os incômodos – tão comuns ao momento – serão bem democráticos, o que irá mudar será a origem dos deles (apenas), mas eles com certeza estarão lá. Todas terão muito medo, todas iremos sentir aquela ansiedade em querer segurar seu toquinho ou toquinha nos braços. Todas terão medo do parto, seja ele natural ou cesárea. Todas terão o período de adaptação depois do nascimento do bebê, o que vai mudar apenas é a intensidade, o endereço e o RG. Só.

Processed with VSCOcam with t2 preset

Criança precisa de rotina

Hoje conversando com algumas amigas que estão grávidas e outras que tiveram seus bebês a super pouco tempo, elas me questionaram como era a rotina do João Henrique desde quando ele nasceu. Se ela havia mudado, como eu fazia e se eu era rigorosa com relação à isso. Respondi para elas mais ou menos como eram seus horários, rituais, se trocava a fralda ou não durante a madrugada e por aí foi a conversa. Quando não mais que “do nada” me deparo com essa publicação da página Dr. Freud, que fala exatamente o que penso sobre este tema. Muitos adultos precisam de rotina, imagina as crianças! Rotina é essencial.

Processed with VSCO with a5 preset

Confira o texto da psicóloga Gilsemeire Campos

Cinco comportamentos que pais devem adotar para acabar com o machismo

 Começamos a semana com uma linda reflexão. O texto de hoje é da Carolina Vicentin, ela é mãe, especialista em bioética e escreve na coluna "Licença Maternidade" no site Metrópole. Que foi lá que descobri este texto. Este relato é um retrato dos comportamentos, que muitas vezes se tem, e que ainda se acha super normal. E não é! O grotesco caso da moça carioca estuprada por 33 homens popularizou uma expressão até então restrita a círculos feministas: cultura do estupro. Grosso modo, o termo se refere à naturalização da violência contra a mulher no dia-a-dia...

Continue reading

Câmara aprova projeto que torna exame de trombofilia obrigatório pelo SUS

Todos sabem o quanto somos defensoras da disseminação da informação quanto à trombofilia. Uma condição silenciosa e que se não for tratada, pode levar a morte. Pois então, foi aprovado na Câmara de Vereadores da cidade de São Paulo, no último dia 7, em primeira discussão, o projeto de lei 320/2015, que torna obrigatório pelo SUS exame e tratamento de trombofilia em mulheres. A autoria é da vereadora Patrícia Bezerra (PSDB), que soube dos riscos desse problema por meio da experiência de uma amiga. “Ela tinha abortos recorrentes e então descobriu o problema. Eu nunca tinha ouvido falar. Quando fui atrás, me assustei com a incidência e gravidade da situação”, conta.

Processed with VSCO with a5 preset

Unhas encravadas em bebês? Saiba o que fazer!

O assunto de hoje é um alerta e uma orientação!

Bebê chorando é sempre um momento meio tenso, né? A gente tira a roupa, vê se é fralda, fome, cólica… descarta todas as opções possíveis. Mas as vezes não nos lembramos de olhar os pézinhos dos bebês, e o que temos é um quadro mais comum do que se imagina: unhas encravadas! Pensando nisso conversei com a podóloga Eidimara Ferreira lá no Manno Escobar (ela é a minha podóloga e confio de olhos fechados!).

Processed with VSCO with a5 preset

A Edi e o pacientinho dela! <3

DC na RBSTV: “Fiquei grávida, e agora?”

Olá pessoal, tudo bem?

Quando as duas listrinhas aparecem no exame de gravidez sabemos que a vida da gente vai mudar, não é verdade? Fiquei grávida, e agora? Quais as primeiras providências a tomar? Confiram agora no nosso vídeo!
Quem é aqui da região Norte do Rio Grande do Sul já deve ter visto este vídeo no intervalo comercial da RBS TV, afiliada na Rede Globo aqui no Estado, né? Para nooooossa alegria (leia cantando… rs!) Subimos ele ontem no canal do DC no YouTube! Agora uma vez por semana teremos vídeo novo por lá!

O vídeo de hoje fala um pouco sobre as primeiras providências depois da descoberta da gravidez. São muitas perguntas, muitas dúvidas e angústias, não é verdade?

Uma coleção de “ontens” especiais

O post de hoje é um pouco diferente, porém, volta e meia ele aparecerá aqui no blog. Sempre que eu me emocionar com um texto e acreditar que outras mães irão se identificar, irei compartilhá-lo aqui. Este “texto-obrigada” é da Evelyn Mancini! A Evelyn é assessora de imprensa, ela era minha colega de trabalho em uma agência em São Paulo. Lembro quando ela estava grávida da Luiza, e saiu de licença maternidade, ela tinha certeza que voltaria ao trabalho em pouco tempo. Tempos depois eu sai da agência, voltei para o Rio Grande do Sul e graças ao Facebook vi que a Evelyn deixou o trabalho para cuidar da pequena Luiza, e ter certeza que foi a melhor decisão que já havia tomado na sua vida. Foi quando então me deparei com este texto lindo e pedi autorização para publicar ele aqui para vocês.

evelyn-depoisdachegada-ontem

Evelyn e a pequena Luiza! <3

O Começo da Vida, um filme que precisa ser visto

Estes tempos atrás tive que ir para São Paulo a trabalho e passeando pela Augusta me chamou a atenção um cartaz que estava no ‘Espaço de Cinema do Itaú’. Era o filme “O Começo da Vida”. Tempos depois entrei em contato com a diretora do documentário, Estela Renner, para saber aonde eu poderia assistir à ele, pois fui pesquisar sobre e me arrepiei, só com o trailer. A Estela, muito gentilmente me contou que existe um site em que eu poderia ter acesso, é o portal VideoCamp. Lá é possível organizar sessões e exibições dele, to até pensando em fazer uma aqui na região, o que acham da ideia?

Vejam o trailer:

Trombofilia: o diagnóstico que mudou a minha gestação

O post de hoje é um revival de tudo o que aconteceu na minha gestação. Como muitos sabem eu descobri que era trombofílica durante a gravidez do João Henrique. E conto neste post um pouco como as coisas aconteceram comigo: "Quando fui na primeira consulta com a médica sabia de todos os exames que ela iria me pedir, inclusive um que na minha cabeça já sabia o resultado, e seria negativo. A minha médica tem por conduta pedir o exame da trombofilia, que é quando ocorre a formação de trombos nas veias. Na gravidez uma trombofilia não tratada...

Continue reading