to top

Coisas que eu sinto falta na gravidez

É fato que nem tudo são flores durante a gravidez. E cada uma mulher sente de uma forma. Chega ser engraçado conversar com outras grávidas. Cada uma tem uma reação, um sentimento diferente diante das diversas mudanças, tanto hormonais, quanto físicas e emocionais.

coisas que sinto falta durante a gravidez - depois da chegada

Eu tenho amigas que não sentiram nada de enjoos, já outras que estão sofrendo tanto quanto eu sofri. E claro que cada uma sente falta de coisas diferentes durante a gravidez. E isso também vai depender do que o seu médico libera ou não. A seguir, uma lista despretensiosa e bem humorada de coisas que eu sinto falta durante a minha gravidez.


Comer sushi: Eu amo um peixe cru e não poder comer um belo sashimi me faz ter alguns siricuticos, confesso!

Beber uma cervejinha: Outra coisa que amo, beber uma cerveja ou uma caipirinha.

Alisar o cabelo: Meu cabelo virou um fuá durante a gravidez, tudo por conta dos hormônios. A raiz voltou a ser o que era no auge dos meus 13 anos e não há nada que eu posso fazer 🙁

Descolorir os pelinhos: Eu tenho bastante pêlos no braço e sempre tive o costume de descolorir. Mas o meu médico não libera. O bom é que voltei de viagem e lá peguei bastante sol (vou fazer um post sobre viajar grávida, o que acham?), o que fez com que eles ficassem mais douradinhos naturalmente.

Dormir sem acordar 3 vezes pra ir ao banheiro: Precisa explicar?

Servir em minhas roupas: É engraçado colocar uma peça que você jurava que iria servir e ficar completamente apertada na barriga! O jeito é ter aquelas peças-chave que ficam bem e repetir sem dó.

Minha agilidade. Minha barriga nem está tão grande assim, mas já sinto dificuldades em me movimentar como antes. Pra virar de lado na cama é um sufoco! Amarrar o sapato já começa ficar meio estranho, enfim, a minha agilidade tá me fazendo falta, e só tende a piorar, haha.


Claro que nada disso chega perto do grandiosidade que é gerar uma pessoinha e ser o mundo dela exclusivamente por 9 meses, mas é bem ok não se sentir bem com algumas coisas, viu?

E você? Do que mais sente ou sentiu falta durante a gravidez?

Nati Grazziotin

Nati Grazziotin sempre sonhou em ser mãe e hoje espera o primeiro filho. Ama blogs, já escreveu para o Moça Fresca e atualmente é editora do Minimallista. Aqui no Depois da Chegada vai dar seus pitacos sobre esse novo mundo da qual começou a fazer parte.

  • Brunna Macarini

    Fora os enjoos, ir ao banheiro com tanta frequência e descolorir os pelos, estou sentindo falta das mesmas coisas Nati!!!
    Mas nada como abdicar do que gostamos pra gerar um serzinho que mudará nossas vidas para sempre!!! Beijos e uma ótima gestação pra você!

    6 de abril de 2016 at 23:13 Responder
    • Verônica Muccini

      Com toda a certeza Bru!
      Tudo vale a pena, e a gente sempre espera, afinal a gestação é um momento tão especial que esperar faz parte dela!
      Beijos, boa gestação para você! É uma menina, né??

      Verônica M.

      8 de abril de 2016 at 02:43 Responder
  • Andressa Batalha Lovison

    Adorei o post!! Também estou grávida e me identifiquei muito, principalmente a questão do sushi, hehehe..

    7 de abril de 2016 at 01:38 Responder
    • Verônica Muccini

      O sushi, para quem gosta, é quase que unânime, né? <3
      Boa gestação! Beijos!
      Verônica Muccini

      8 de abril de 2016 at 02:41 Responder
  • Rose Saggin

    Gurias não estou grávida mas estou querendo… Adorando ler os post e saber como será! Saudades de vcs, beijos

    8 de abril de 2016 at 13:18 Responder
    • Verônica Muccini

      Amiga linda!
      Tu estás uma maravilhosa ai nas praias, né?
      Quando vieres para Marau, venha para Passo Fundo e vamos nos encontrar!
      Beijos!

      8 de abril de 2016 at 14:32 Responder
  • Sabrina

    Nati,sinto falta de tudo isso também,mas te confesso que como a minha situação de gravidez é mais complicada,internada a meses,todos esses itens se tornam pequenos luxos pra mim,rsrs.
    Hoje sinto falta de estar em casa,dormir na minha cama de conhinha com o marido,do meu trabalho que tive que abandonar…da vida social que sempre tive…do simples fato de poder dar uma caminhada na rua…são tantas coisas…mas tem uma que também me corta o coração:sinto muita saudades do meu filhote peludo,meu companheirinho.
    Cada uma com sua história e sua gravidez,mas com certeza com uma coisa em comum…qualquer abdicação fale a pena pelos nossos anjinhos.
    beijo pra vcs querida

    8 de abril de 2016 at 15:25 Responder
      • Sabrina

        É Snoopy sim!!!
        O quartinho fui resolvendo a distância,ainda estou na verdade…com ajuda de amigas que trabalham com isso e do Ayala que assumiu tudo.Esperando o Marcineiro entregar o armário para mãe ir lá arrumar as coisas!!É tão difícil não poder participar ativamente de tudo isso!!mas com certeza é um momento de muita aprendizagem!!Beijão querida!!!

        10 de abril de 2016 at 01:33 Responder
  • karina

    Adorei os post sobre gravidez, este acima em especial pois com 14 semanas de gestação ainda sinto muito enjôo o qual me fez perder peso, sentir enjôo de coisas que amava comer e agora nem posso ver na frente, sinto falta dos cremes e perfumes, creme dental só infantil porque outros me enjoam muito, meu cabelo que adorava longo mas com a gravidez começou a resecar muito e tive que deixa lo mais curto, não poder nem dirigir pois como tenho muito mau estar estou meio fraca o que já me levou a passar mau algumas vezes e tive que tomar soro e atualmente estou na fase do repouso, mas tudo isso ainda vale a pena pois foi uma gravidez muito desejado por mim e meu marido e saber que carrego uma vida dentro de mim não tem preço por isso já amo meu bebê desde o primeiro momento que o descobri…. Beijosss

    29 de abril de 2016 at 12:14 Responder
  • Fernanda

    De fato, ficar sem o sushi é mesmo difícil, a vontade de tomar um golinho de cerveja e caipirinha, ou mesmo o vinho as vezes é enorme, mas tudo se faz por uma boa causa. Mas o fato de ir de hora em hora no banheiro durante a noite é em disparada a pior coisa.

    30 de maio de 2016 at 16:35 Responder

Deixe o seu comentário...