to top

Exames do pré-natal: saiba quais são e quando são realizados

Basta descobrir a gravidez para um novo mundo se abrir na nossa frente. Um mundo feito de bodies, berços e fraldas, mas antes de tudo, de muitos exames. Durante a primeira consulta do pré-natal o médico vai explicar quais serão necessários durante a gestação. E se ele não falar, é bom perguntar, porque isso gera muitas dúvidas nas futuras mamães.

Nesse post vamos esclarecer quais são e para que servem os principais exames realizados durante o pré-natal. Lembrando que cada médico tem o seu protocolo, ok?

ULTRASSOM OBSTÉTRICO TRANSVAGINAL

Realizado entre 6 e 11 semanas
de gestação com objetivos:

  • Confirmar gestação e idade gestacional
  • Verificar vitalidade do embrião
  • Descartar implantação ectópica (ou gravidez tubária)
  • Gestação de gêmeos
  • Descolamentos

US OBSTÉTRICO MORFOLÓGICO DO 1º TRIMESTRE

Realizado entre 11 e 13,6 semanas

  • Avalia marcadores cromossômicos (translucência
    nucal, osso nasal, ducto venoso, fluxo da válvula
    tricúspide )
  • Doppler das artérias uterinas
  • Possibilita Cálculo do risco genético e risco para pré-
    eclâmpsia.
  • Possibilita estudo inicial da morfologia, função e
    desenvolvimento dos diversos sistemas fetais
  • Sugere o sexo fetal

US OBSTÉTRICO entre 15 e 17 semanas para confirmação do sexo fetal e avaliar possíveis alterações suscitadas no exame morfológico do 1º trimestre.

US OBSTETRICO MORFOLÓGICO DO 2º TRIMESTRE

Realizado entre 20 e 24 semanas

  • Avaliação detalhada dos diversos sistemas fetais (nervoso, cardíaco, abdominal e renal)
  • Crescimento e desenvolvimento do feto
  • Análise da implantação placentária e relação com o colo uterino
  • Doppler das artérias uterinas – fluxo materno placentário
  • Medida do colo uterino

US OBSTÉTRICO COM DOPPLER

  • Avaliar crescimento (percentil) e vitalidade fetal
  • Índice de Líquido Amniótico
  • Placenta – grau de maturidade e aspecto
  • Avaliar fluxo materno-placentário (artérias uterinas) e fetoplacentário (artérias umbilicais)
  • Avaliar perfil hemodinâmico fetal

ECOCARDIOGRAFIA FETAL

Realizado com 28 semanas

Precoce (16 – 18 SEM ) – quando há suspeita de alterações cardíacas no exame morfológico do 1º trimestre ( DV alterado e refluxo em válvula cardíaca tricúspide)

Sim, gravidinhas, são muitos exames! E cada um tem a sua importância para avaliar o desenvolvimento do bebê. Eu estou com 30 semanas e hoje faço ultrassom com doppler a cada 15 dias. E cada um é aquela ansiedade pra saber se está tudo normal e se o bebê está bem. Espero que as informações sejam úteis (:

Colaborou com esse post:

Loraine de Oliveira Zeni

Cremers 14928/RQE 23511

Medicina Fetal

Nati Grazziotin

Nati Grazziotin sempre sonhou em ser mãe e hoje espera o primeiro filho. Ama blogs, já escreveu para o Moça Fresca e atualmente é editora do Minimallista. Aqui no Depois da Chegada vai dar seus pitacos sobre esse novo mundo da qual começou a fazer parte.

  • Sabrina

    Nati,acrescento aqui o exame transvaginal para medir o colo do útero.Foi essencial para evitar um parto prematuro no meu caso é nobre muitas mulheres.Não é um exame de rotina para muitos médicos,fiz por indicação de amigas que haviam tido problemas em relação ao colo.Exame simples e fundamental.Muitos médicos falam que o exame de toque substituiu,mas não,pois se o colo está abrindo é de dentro para fora.Nao sei exatamente a melhor semana para realizar este exame,acredito ser perto das 12 semanas .Beijao

    4 de maio de 2016 at 02:10 Responder

Deixe o seu comentário...