to top

Dia Internacional do Livro Infantil: 5 ensinamentos de “O Pequeno Príncipe”

A partir de agora aqui no blog teremos sempre dicas de livros. Livros infantis, para a família, para as mamães, para os papais. Livros, afinal ele abre o mundo todo, em um folear de dedos. E o Dia Internacional do Livro Infantil, comemorado anualmente em 2 de abril, tem a intenção incentivar e conscientizar sobre a importância do gênero literário para a formação de novos leitores, pois por meio deles é possível disseminar valores morais e éticos.

Um dos primeiros livros que todas as crianças leem é o clássico “O Pequeno Príncipe”, principal obra do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, publicado pela primeira vez em 1943. O título completa 75 anos no próximo dia 6 de abril, e atualmente ocupa o posto de terceiro livro mais traduzido do mundo, e um dos mais vendidos de todo o planeta.

Um risoto de queijo Gorgonzola para o almoço de Páscoa

A quaresma, período que antecede a Páscoa, significa para os cristãos um tempo de recolhimento e reflexão. A sexta-feira da Paixão é o ápice desta festa do cristianismo, que comemora a ressurreição de Jesus Cristo. Neste dia, por tradição, muitas famílias não comem carne vermelha, dando preferência aos pratos que sejam feitos com peixes ou frutos do mar.

Uma liberdade chamada depilação a laser

Sempre tive um problema muito sério de foliculite e pelos encravados e desde o meu dermatologista até a minha ginecologista sempre me recomendaram fazer depilação a laser. Sou da legião de mulheres que sofre com uma massa de fios escuros, grossos, rebeldes e espalhados pelo corpo todo. E fazer a depilação a laser está sendo libertador. Estou indo para a segunda sessão na virilha e já senti muito a diferença.

Coleção de inverno da Hering Kids traz referências do Japão, Peru e África do Sul

Apesar do calor que continua o friozinho está chegando aos pouquinhos, e com o crescer dos filhos, a gente consegue montar alguns looks dos pequenos muuuuuuito fofos! E a Fran da João e Maria me mostrou algumas novidades que vão chegar para os meninos para o inverno, e a mamãe aqui pirou! A João e Maria é uma das lojas que eu indico e que tem muita coisa bacana e eu visto o João a muito tempo lá e uma das marcas que a Fran tem é a Hering Kids. Que eu amo a qualidade das roupas, além de serem super confortáveis. Sem falar no custo benefício da marca.

Calça jeans e crianças é uma combinação que é muitooooo amor!

Sono: também é hábito de higiene

O sono das mães nunca mais é o mesmo depois que os filhos nascem. O João nasceu, e eu não posso falar nada, ele dorme super bem a noite toda e o sono dele é uma beleza. Ele dorme desde os dois meses a noite toda! Mas aqueeeele sono, aquela tranquilidade nunca mais né… Mas com alguns cuidados e possível ter uma rotina de dormir, e assim uma criança, uma mãe e uma família mais tranquila.

Agora com a mudança do horário de verão para o horário de inverno, snifff (eu gostava…) temos crianças madrugadoras. E aquela frase ou pensamento: “Ninguém é uma boa pessoa com sono”, nunca fez tanto sentido. E dormir bem é um hábito de higiene. Pois previne doenças e criam condições para melhorar a saúde. Assim como existe a rotina de cuidados com o corpo, a atenção com o sono não poderia ser diferente.

Como escolher o buffet infantil

O tempo passou muito rápido e já foi um mês do aniversário de três aninhos do João no buffet. Parece que foi ontem que ele nasceu. Este ano João pediu para fazer aniversário em um lugar que tivesse brinquedão! Ele havia ido na festa de um amigo em uma casa de festas e voltou encantado. Nos anos anteriores havíamos feito em salão de festas e as brincadeiras foram caseiras (o que também amo!). Mas este ano, por ele já lembrar resolvemos fazer diferente.

E parece que foi ontem que organizei tudo para a festinha dele. Quando decidi fazer na Alegria Festas tinha elencado alguns cuidados para escolher a casa e neste post conto eles para vocês.

Os brinquedos que ele taaaaaaaaanto queria! Será que ele amou a festa dele? <3

As transformações do corpo de uma mãe

Engravidamos, gestamos, parimos e com isso acontecem as nossas transformações. E amamos muito as nossas crias. Ninguém duvida. Mas o que ninguém realmente conta é como nós mudamos. Ah se mudamos! Mudanças emocionais, e físicas. Muitas mudanças físicas. Os quilos vem, os quilos vão. O efeito ioiô começa. A balança muda o ponteiro, e com isso vem a constante insatisfação com si.

Sempre fui cheinha, entre vindas e vindas de emagrece e engorda com 21 anos fiz redução de estômago. Emagreci 40 kg. Foi o meu presente de formatura. O melhor presente que eu poderia receber. Cuidar de mim. Nunca tive problemas com restrição de alimentos, apenas preciso comer com calma, respirar, descansar os talheres e a ansiedade para não descontar na comida.

Aquela foto que significa mais do que apenas uma foto de biquíni. Significa, eu consegui!

Natal é tempo de repensar e registrar

Chega o Natal e a gente vai ficando retrospectiva, pensativa e agradecendo né? Eu posso dizer com toda a convicção que a nossa vida, minha e do meu marido, teve um significado completamente diferente quando o João Henrique nasceu. Durante a gestação passamos algumas barras, por eu ser trombofilia. E recebo muitos comentários e histórias de outras mulheres no meu post que conto sobre o diagnóstico que mudou a minha gestação, dividindo também as suas angústias, medos, anseios e muitas vezes perdas de gestações.

A trombofilia é uma condição silenciosa e que não dá sintoma normalmente, ela simplesmente aparece (se você não teve nenhum tipo de acidente vascular, ou trombose anterior na gestação) ela pode aparecer no período gestacional. E todo mês de dezembro, quando eu recebo as notificações de lembranças me dá um misto de sentimentos e eu só quero comemorar e registrar. Este ano fiz as fotos de Natal do João com a Joseani Cenci Coradi, aqui de Marau, e posso dizer que fiquei apenas encantada com o trabalho dela.

Fotografia 24 horas, a vida despida perante as câmeras

Li essa definição de fotografia documental e simplesmente é a mais pura verdade:

“A fotografia documental é investigativa, de olhar atencioso e comprometido com a história que espera para ser contada através do registro fotográfico. É um trabalho geralmente repleto de uma poesia e delicadeza. O quanto de uma alma você pode saber em uma imagem? Este gênero fotográfico te entrega alma, histórias, vidas despidas perante as câmeras.”