to top

Quartos montessorianos: estimulando o aprendizado dos pequenos

Desde que descobri a gravidez comecei a pesquisar sobre quartinhos de bebê. Que fase mais gostosa, né? Sabia que não queria algo tradicional, com cara de quarto de bebê propriamente. A minha ideia era criar algo que fosse moderno e que pudesse ser usado até quando ele crescesse.

Pesquisando referências me deparei com o método montessoriano e me encantei por todo o conceito.

quarto montessoriano - depois da chegada 8

O Método Montessori foi desenvolvido por volta de 1907, por Maria Montessori, primeira mulher da Itália diplomada em medicina. Seu trabalho enfatiza a importância de se criar um ambiente adequado para o desenvolvimento da criança, capaz de permitir a livre expressão de suas capacidades. Em um ambiente rico e estimulante, a criança torna-se capaz de aprender sozinha por meio de suas próprias experiências, desenvolvendo-se de forma espontânea, criativa e saudável.

Nunca tinha ouvido falar nisso e parando pra pensar, muitos quartos que vemos por aí são feitos para os pais, não para os bebês e as crianças. Começando que tudo fica na altura do olhar dos adultos, não dos pequenos. O método montessoriano busca essa modificação de ponto de vista. O quarto deve ser projetado pensando no desenvolvimento da criança, tudo deve ser colocado para que ela consiga interagir e explorar e assim se sentir mais livre e dona do seu espaço.

E de que forma fazer isso?

Existem diversos aspectos que podem ser explorados para que as crianças tenham mais autonomia no seu quartinho. Começando pelo mobiliário. A cama deve ser baixinha, no chão. Para o método montessori o berço não é o mais apropriado porque “aprisionaria” a criança. No meu caso, que tenho problemas nas costas, escolhi pelo berço ao menos até o primeiro ano. Não me imaginaria tendo que me abaixar tanto e tantas vezes por dia para colocá-lo no chão. Mas depois pretendo fazer a sua caminha na altura do chão sim. Adorei a proposta de fazer uma “casinha” a de baixo:

quarto montessoriano - depois da chegada 3

Nichos e prateleiras baixas. Tudo para que eles alcancem. Colocar brinquedos e livros nesses nichos e prateleiras para que as crianças possam pegar a hora que quiser e escolher por conta própria. Outra ideia bacana é fazer rodízio de brinquedos e não disponibilizar tudo de uma só vez. Os pais devem ter em mente que o quarto precisa ser organizado e poucos objetos devem ser oferecidos por vez.

quartosmontessorianos 6 quarto montessoriano - depois da chegada 4

Mesinhas e cadeiras pequenas. Crie um ambiente de desenho baixinho, tudo proporcional ao tamanho da criança.

Tapetes. Eles são muito importantes para que o bebê e criança possam se sentir livres e confortáveis no chão. Podem ser utilizados também aqueles tapetes de E.V.A., bem coloridos.

quarto montessoriano - depois da chegada 1

Espelho. No quarto montessoriano, o espelho serve para que a criança possa se conhecer e entender que é uma pessoa distinta da mãe. Quando ela ainda não engatinha, esse espelho pode ser instalado na horizontal, ao lado da cama. Mais tarde, pode ficar na vertical. Para garantir a segurança dos pequenos, é importante que esse espelho seja de acrílico e fique bem fixado à parede.

quarto montessioriano - depois da chegada 2

Lembre-se que um quarto montessoriano deve ter o mínimo necessário para o desenvolvimento da criança. Muita informação só atrapalha. E ao contrário do que se possa imaginar, ter menos coisas disponíveis só estimula a criatividade dos pequenos.

Gostaram do método? O que acham dele?

Nati Grazziotin

Nati Grazziotin sempre sonhou em ser mãe e hoje espera o primeiro filho. Ama blogs, já escreveu para o Moça Fresca e atualmente é editora do Minimallista. Aqui no Depois da Chegada vai dar seus pitacos sobre esse novo mundo da qual começou a fazer parte.

Deixe o seu comentário...